Escola Secundária Braamcamp Freire

O LCV é um espaço para ti. Frequenta-o!

Pesquisar este blog

Cometa ISON a passar perto do Sol

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Esta imagem foi feita pela Nasa, hoje pelas 8.00h. Para que fosse possível ver o cometa, a luz do Sol foi bloqueada. Na figura pode também ser vista, no canto superior esquerdo,  uma enorme quantidade de material solar a ser ejetado!
Se quiseres saber mais sobre este fenómeno, consulta o nosso link "Imagem do dia da Nasa".



Noticias ao Minuto - Cometa Ison passa hoje perto do Sol

Noticias ao Minuto - Cometa Ison passa hoje perto do Sol

Semana da Ciência na ESBF

sábado, 16 de novembro de 2013


Eclipse do Sol no dia 3 de novembro

sábado, 2 de novembro de 2013

Observação em Portugal

No domingo, dia 3 de novembro, vai ser possível observar em Portugal um eclipse parcial do sol, caso as condições meteorológicas o permitam.
Este eclipse em algumas zonas do planeta é híbrido, uma vez que é um eclipse total e anular.
O nosso país estará nos limites da sombra da Lua, pelo que teremos um eclipse parcial. Em Lisboa e na Pontinha, apenas cerca de 14% do sol será ocultado pela Lua, pelo que o eclipse terá uma magnitude muito pequena.
De qualquer modo, não te esqueças que não se deve observar o sol diretamente, sem a proteção necessária. Terás de usar óculos ou filtros apropriados.
Uma forma de observar o eclipse em segurança é no Observatório Astronómico de Lisboa (na Ajuda).
Das 11.30h às 13.30h poderás observar o Sol com telescópios e colocar as tuas questões diretamente aos astrónomos que aí estarão.

Eclipse 2013, História e Ciência no Princípe

Em Maio de 1999, o Royal Observatory e a Royal Society, no Reino Unido, patrocinaram uma expedição à ilha do Príncipe, que na altura era território português,  para observar um eclipse total do sol.
Essa observação e outra realizada no Brasil confirmaram a teoria da Relatividade Geral de Einstein  que prevê o encurvamento dos raios luminosos, ao passarem junto ao bordo do sol.
Foram fotografadas estrelas, cujos raios luminosos que atingiam a Terra passavam próximo do Sol. Ao analisar essas fotos, verificou-se que essas estrelas não ocupavam as posições habituais, encontrando-se ligeiramente deslocadas.
O eclipse de dia 3 de novembro terá características semelhantes ao de 1999, pelo que será um bom pretexto para S. Tomé e Príncipe relembrar o feito de 1999.

 …-.-.


Experiências no Observatório Astronómico da escola

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

No dia 23 de setembro, os alunos da turma 11º2 colaboraram na atividade internacional "Bons Raios te meçam", cujo objetivo era determinar o Raio da Terra, utilizando um método semelhante ao que utilizou Eratóstenes.

Estes alunos realizaram as medições necessárias no observatório da escola e posteriormente efetuaram os cálculos, tendo obtido o valor 6452 km.
O valor real do Raio da Terra é 6378 km. Nada mal..


Ainda no dia 23 e também no observatório, alunos das turmas 7º1 e 7º4 mediram a altura do Sol e determinaram a direção Este - Oeste geográfica, através do método da sombra de uma vara. 




Tivemos sorte porque no dia seguinte já não teríamos sol para realizar estas experiências..




 

Um Bom Ano 2013-2014 para todos!

sábado, 21 de setembro de 2013

Vamos iniciar um novo ano letivo com muitas atividades no LCV! A primeira vai ser já na próxima 2ª feira (23 de setembro)! Vamos comemorar o Equinócio de Outono, realizando várias experiências no Observatório da escola. Alunos do 7º ano irão irão medir a altura do Sol e determinar a direção Norte - Sul pelo método da sombra de uma estaca e a turma 11º2 vai participar na atividade "Bons Raios te meçam", desenvolvida pelo Projeto "Matemática no Planeta Terra - 2013". Nesta atividade iremos Medir o Raio da Terra, utilizando um processo idêntico ao que Eratóstenes utilizou no sec III AC. Não é a primeira vez que "medimos o raio da Terra". Em novembro de 2007 participámos numa experiência internacional de Medição do Raio da Terra, em colaboração com o Clube de Esperanto e nessa altura obtivemos um valor muito próximo do valor real. Para perceberes como se pode Medir o raio da Terra lê o texto que se segue:

Mantém-te atento às nossas novidades. Em breve divulgaremos outras atividades em que te podes inscrever.

Canção da Tabela Periódica

terça-feira, 30 de julho de 2013

Canção da Tabela Periódica

E com esta nos despedimos.. até Setembro!

terça-feira, 9 de julho de 2013

Mercúrio, Vénus e Júpiter

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Durante o mês de junho podes observar este trio (Mercúrio, Vénus e Júpiter), alinhado na direção do pôr do Sol.
Num entardecer com bom tempo, pode ser que consigas fazer uma fotografia como esta:


Como se descobrem planetas

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Até para o ano Júpiter!

quarta-feira, 17 de abril de 2013

No dia 22 de abril vamos poder ainda observar Júpiter e as suas maiores luas com o telescópio.
A partir de maio já é muito difícil a sua observação à noite, uma vez que se vai aproximando da linha de horizonte. 

Vem despedir-te de  Júpiter! 
O ponto de encontro é no LCV às 21h!

Júpiter no dia 22 de abril - imagens do programa Stellarium

Nasa pretende capturar um asteróide!

terça-feira, 16 de abril de 2013

A Nasa tem planos para capturar com um roboticamente um pequeno asteróide e redirecioná-lo numa órbita em torno da Lua. Aí poderá ser visitado por astronautas que recolherão amostras para estudos científicos.




VII Olimpíadas da ESBF - Entrega de prémios

sábado, 6 de abril de 2013

Campanha Internacional Pesquisa de Asteroides (IASC)

sexta-feira, 29 de março de 2013

Nesta campanha os nossos caçadores de asteroides (Diogo Perfeito, Samuel Silva, Félix Andrade e Rute Azevedo) conseguiram os seguintes resultados:

- Uma descoberta (13SFAP), asteroide que nunca tinha sido observado, proveniente da cintura principal de asteroides (entre Marte e Júpiter). Esta nossa observação necessitava de uma segunda observação para ser confirmada a descoberta. Infelizmente o nosso asteroide não voltou a ser visto..

- Seis observações de asteroides já conhecidos e confirmados, tendo estas nossas observações contribuído para um melhor conhecimento da trajetória dos mesmos.

Estamos de parabéns, nesta nossa primeira participação no IASC!





Semana Cultural no LCV

quinta-feira, 28 de março de 2013

Ciência na escola

O Laboratório de Ciência ao Vivo teve várias atividades na semana cultural da ESBF. A comunidade escolar participou com entusiasmo nas atividades. Alunos do Instituto Superior Técnico trouxeram o "Circo da Física". Na noite de 13 de Março, pais e alunos puderam observar Júpiter e a suas maiores luas - Europa, Ganímedes, Io e Calisto. Também houve uma sessão de construção de Origamis, observação das manchas solares, jogos de matemática e a descoberta do mundo microscópico.


Planck revela um Universo quase perfeito

sexta-feira, 22 de março de 2013

Planck revela um Universo quase perfeito

Caçadores de asteroides

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

A nossa escola iniciou este ano a sua participação na Campanha Internacional de pesquisa de asteroides (IASC). Esta campanha é da responsabilidade do Dr Patrick Miller da Universidade de Hardin-Simmons no Texas - EUA  e é coordenada em Portugal pelo Nuclio (associação cujos objetivos são a divulgação e ensino da Astronomia / Astrofísica).



A equipa da nossa escola é constituída pelos alunos do 8º3, Diogo Perfeito, Félix Andrade, Samuel Silva e Rute Azevedo e pela professora Helena Spencer, sendo todos colaboradores do LCV.
Esta equipa tem vindo, desde o início do ano letivo,  a aperfeiçoar a técnica de utilização do programa Astrométrica que permite a pesquisa de asteroides.



A nossa campanha começou a 13 de fevereiro e termina a 20 de março e tem decorrido com bastante entusiasmo por parte dos nossos caçadores.  Esperemos a sorte esteja do nosso lado e que encontremos um novo asteroide!


Parabéns aos vencedores!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013


Realização das provas das VII Olimpíadas da Ciência - 20 de Fev

Meteorito nos Urais

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Na sexta feira dia 15, dia marcado para a passagem do asteróide 2012 DA 14 rente à Terra (a apenas a 27.600 quilómetros da Terra, menos de um décimo da distância a que estamos da Lua) e que foi descoberto o ano passado pela observatório de La Sagra, na Andaluzia, um meteoro atingiu a Rússia na região de Cheliabinsk, a este dos Montes Urais, às 9h30 locais (3h30 em Lisboa).

Estes acontecimentos são vulgares acontecerem mas muito difíceis de prever pois muitas rochas andam pelo espaço, vindas da Cintura de Asteróides situada entre Marte e Júpiter, e por vezes são atraídas pela gravidade da Terra mas felizmente não têm as dimensões deste - 15 metros de diâmetro e 40 toneladas, segundo Margaret Campbell-Brown, astrónoma da Universidade de Western Ontario, no Canadá.
O meteoro entrou na atmosfera a uma velocidade hipersónica, de milhares de metros por segundo, o que provocou um grande clarão e deixando um rasto de fumo à passagem, travando à medida que a densidade ia aumentando até chegar ao limite da velocidade do som (340 metros por segundo), altura em que ocorre uma explosão sónica. Nessa altura desfez-se e provocou várias ondas de choque.
As consequências foram mais de mil feridos e muitos vidros partidos e edifícios danificados.
No site do Público há várias imagens do que aconteceu.


Publicado por Armando Vivas


Observação de Manchas Solares

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

No dia 8 de Fevereiro, um grupo de alunos do 10º2 orientou uma sessão de observação de manchas solares para os alunos do 7º5. Esta sessão foi organizada no âmbito do projeto "E o céu aqui tão perto.." e foi desenvolvida na disciplina de Física e Química A. Numa primeira fase, os alunos do 7º5 observaram, em tempo real,imagens do Sol do "Solar Dynamics Observatory" e identificaram as manchas solares que, numa segunda fase, foram observadas no Observatório Astronómico da escola, com o auxílio do telescópio. A atividade correu muito bem, só o tempo se portou mal.. havia muito vento e frio.

VII Olimpíadas da Ciência - Equipas concorrentes

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013





21º Concurso para Jovens Cientistas e Investigadores


A Fundação da Juventude está a promover o 21º Concurso para Jovens Cientistas e Investigadores - 2013, o qual se destina a premiar, a nível nacional, trabalhos desenvolvidos nas seguintes áreas de estudo: Biologia, Ciências da Terra, Ciências do Ambiente, Ciências Médicas, Ciências Sociais, Economia, Engenharia, Física, Informática/Ciências da Computação, Matemática e Química, realizados por estudantes, com idades compreendidas entre os 15 e os 20 anos, para conhecimento.
Os jovens concorrentes devem frequentar o ensino básico, secundário, ou o 1º ano do superior, e podem concorrer individualmente ou em grupo, no máximo de 3 elementos.

Prazo limite: 19 de abril de 2012

VII Olimpíadas da Ciência

domingo, 20 de janeiro de 2013







 
Theme by New wp themes | Bloggerized by Dhampire